sexta-feira, 10 de junho de 2011

1

CRIMINOSO TEM ÉTICA E ROUBAR É UMA PROFISSÃO!!!

SUSPEITO SE ENTREGA À POLÍCIA E É LIBERADO!

Por ter se apresentado de livre e espontânea vontade, por ser réu primário e por não ter antecendentes criminais e o "advogado de defesa" ainda diz que ele tem ética, por não entregar o comparsa e que roubar é a sua profissão!
 NOJO DE VER E OUVIR ESSE VÍDEO...



Revolta...indignação....sentimento de impotência....não existe palavras para descrever o que sinto ao saber que a família do jovem assassinado covardemente ainda teve que ouvir isso e passar por mais essa dor e ter que lidar com a IMPUNIDADE amparada por nossa Legislação!



“Espero que a justiça seja feita”, diz pai de estudante assassinado na USP

Suspeito se entregou à polícia e vai responder por latrocínio em liberdade

Do R7, com Rede Record

Ocimar Paiva, pai do estudante Felipe Ramos de Paiva, morto dentro da USP (Universidade de São Paulo), afirmou que espera que o suspeito do assassinato, que confessou o crime, fique preso por causa da morte do filho. O estudante foi morto no estacionamento da faculdade no dia 18 de maio deste ano, após dois homens tentarem roubar seu carro.

- É um sentimento de perda, porque ele foi preso mas não ficou [na cadeia]. Ficou impune no momento. Justiça para mim é ele ficar preso, porque confessou que cometeu um crime brutal. Meu filho foi executado com um tiro na cabeça, por trás e morreu inocentemente.

Um dos suspeitos se entregou à polícia na quinta-feira (10/06) e por isso vai responder ao crime de latrocínio [roubo seguido de morte] em liberdade. Sua prisão temporária só vai ser pedida depois que a polícia tiver mais pistas do comparsa. Depois de decretada a prisão preventiva, a polícia tem um prazo de dez dias para concluir o inquérito.

O criminoso contou que, inicialmente, ele e um comparsa tentaram roubar o carro de uma mulher dentro da Cidade Universitária, mas ao perceberem que ela tinha necessidades especiais, ficaram com pena. O comparsa está foragido.

Na versão do suspeito, o objetivo era roubar o carro da vítima, que teria reagido com um soco.
Essa versão confirma a suspeita da Polícia Civil, de que se trata de um caso de latrocínio. Se for condenado, ele deve responder pelo artigo 157 do Código Penal, que trata sobre o crime de roubo. É prevista até a pena máxima para quem comete latrocínio: 30 anos de prisão.

Memorial Gabriela Sou da Paz: Felipe Ramos de Paiva

Um comentário:

  1. Adriana Oliveira Barbosa em 11/06/2011 01:06
    Amiga Sandra chorei tanto hj quando vi a reportagem da mãe do Felipe...revi a minha história...de impunidade quando o assassino do meu filho tbm saiu pela porta da frente...e ainda parou na nossa frente no forúm,e teve a coragem de nos olhar eu sentada chorando com vontade de voar em cima dele só chorei...revendo hj o que esta acontecendo com essa familia sempre me pergunto onde esta a justiça....tanto a divina como a dos homens que tem o poder de mudar as leis para que familias não sejam destruidas como a minha,a do Felipe e tantas outras...isso deixa qualquer pessoa doente...Não existe paz sem Justiça...fica aqui meu sincero abraço na mãe do FELIPE!!!!

    ResponderExcluir