domingo, 15 de fevereiro de 2015

3

Como confiar numa justiça que mantém livre criminosos e prende inocentes?

Gabriel Ferreira de Azevedo Clemente

Assim que chegou a mim o pedido de ajuda, foi com muita tristeza que li o apelo desse pai e esse sentimento de impotência e revolta também tomou conta do meu coração.

É muito triste imaginar, que qualquer um de nós, ou um ente querido, possa se ver numa situação dessas. É revoltante esse jovem ter sido preso e pior continuar detido, há 6 meses, por conta de um depoimento, de uma pessoa que se encontrava em total estado de desiquilíbrio emocional.

Não dá para entender como um jovem, com um currículo como o dele, sem ter passagem alguma pela polícia ou envolvimento algum com o crime, possa ser preso, sem que sua vida pregressa fosse levada em consideração...enquanto tantos assassinos, réus confessos, continuam livres, aguardando o julgamento em liberdade.

Causa-nos dor, revolta, indignação, tristeza...

CADÊ O TAL DOS DIREITOS HUMANOS para esse rapaz?!
Ah...ele não é bandido...então está explicado!!!

Peço que, apesar de extenso, leiam o apelo feito por esse pai e ajudem-no compartilhando essa postagem, até que consigamos que as autoridades revejam o caso e quem sabe a mídia nos ajude, para que essa injustiça seja desfeita!

Por João Carlos Clemente, pai de Gabriel 

LIBERTEM GABRIEL

EU SOU GABRIEL

Gabriel sempre foi bom aluno desde o primário e depois no ginásio disputava olimpíadas de física e matemática representando sua escola. Participou do intercâmbio do Rotary e foi estudar o 3º colegial nos EUA. Voltou e foi obrigado a servir o TG local perdendo um ano, pois o documento de alistamento que ele fez na embaixada do Brasil nos EUA não foi encaminhado aos órgãos In competentes no Brasil. Quando desembarcou constava inadimplência com nosso glorioso exército brasileiro. Procurei a junta militar e eles não o liberaram, alegando que eram deste intelectuais que precisavam. Discordei porque acho que o exército deve arrebanhar os milhares de brasileiros que estão desempregados e não futuros cientistas. Bom vamos em frente, no ano seguinte Gabriel entrou na USP Ribeirão e cursou biologia. Foi aprovado com louvor e homenageado. Eu e Shiliam estávamos lá na cerimonia, orgulhosos pelo filho pródigo.
Terminou biologia e fez licenciatura na USP também. Foi dar aula de inglês, francês e espanhol em cursinhos comunitários para ajudar os necessitados, sem nada receber pela sua dedicação. Se inscreveu no Projeto Rondom e passou 3 meses no sertão da Paraíba ensinando técnicas de manejo do solo, preservação do meio ambiente e recursos hídricos.

Voltou e foi fazer mestrado em engenharia do meio ambiente com bolsa da Fapesp na USP São Carlos. Foram mais dois anos de estudo onde seu trabalho e tese de mestrado foi sobre o impacto da cana de açúcar na economia e meio ambiente do estado de São Paulo.
O trabalho foi tão perfeito que ele foi escolhido para representar a Universidade no Congresso Mundial do meio ambiente que aconteceu na cidade do Porto e de lá foi divulgá lo nas universidades de Paris, Londres e Roma. Não deu tempo de fazer Madri porque foi assaltado em Roma e levaram seu notebook, onde estavam as pesquisas.
Falando em assalto quando ele ainda cursava a USP Ribeirão foi assaltado duas vezes, teve sua bicicleta roubada e o seu fusca de estimação depredado por tijoladas e pauladas, pois se recusou a pagar o pedágio imposto por traficantes da região onde residia. Não virou nada.

Vamos continuar. 
É adepto ao Zen budismo e yoga. Não come carne, de nenhuma espécie, porque acha que é cruel sacrificar animais para alimentação humana. Já presenciei ele tirar seu casaco de frio e cobrir um mendigo na rodoviária. No Natal retrasado ele convidou a Puruca que passava na rua de casa para celebrar a Ceia Natalina conosco. Quem mora em Olímpia sabe quem é a Puruca. Este é o coração do Gabriel. Como todo desapegado, não anda bem vestido, só desarrumado: chinelão bermuda e cabelos compridos encaracolados.

Agora vamos aos fatos:
Ano passado Gabriel foi ficar uns dias na casa da tia em Osasco-SP para fazer consultas médicas e alguns exames de saúde para aproveitar o convênio que a mãe fez pra ele.
Pois bem, após jantar na casa da tia na Rua Tomé de Souza - Jardim Oriental, ele subiu a rua uns 80 metros onde tem dois botecos pra comprar um refrigerante e voltar pra tia. Quando parou em frente ao bar, entraram 4 marginais anunciando um assalto. Praticaram o ato me fugiram correndo. Ele permaneceu na porta, pois ficou assustado e não tinha nada a ver com assalto algum.
A proprietária do estabelecimento Cleide e seu marido começaram a gritar e falaram que ele era um dos assaltantes. Os frequentadores dos botecos e a proprietária começaram a surrar e iam linchar o Gabriel se ele não pulasse a cerca da casa da frente, pede ajuda e a policia é chamada.
Quando a viatura chega e Gabriel acha que será salvo pela lei a coisa complicou mais ainda, pois a proprietária Cleide afirmou categoricamente que ele era um assaltante. Apanhou mais ainda. 
Foi conduzido ao 5º DP - Seccional Osasco, autuado em flagrante e enquadrado no artigo 157. Roubo ou assalto à mão armada, sem direito à fiança.
No outro dia foi transferido para o CDP de São Bernardo do Campo, onde passou 10 dias incomunicável no isolamento numa cela com 70 presos. Eu e Shiliam fomos pra lá, choramos muito ao ver a situação em que ele se encontrava.
Depois foi transferido para o CDP de Pinheiros Com Escolta armada, como se fosse um chefão do PCC ou outra facção.
Agora está em Tremembé convivendo com Nardoni, Roger Abdel Nassif e o assassino e churrasqueiro do pobre zelador. 

Os amigos devem se perguntar porque estou escrevendo e contando toda esta história pra vocês.
Bem, temos acompanhado todos os dias os escândalos do mensalão, dos doleiros, dos traficantes de armas e drogas, dos que depauperam nossa Petrobras, e toda a roubalheira que assola o pais de norte a sul.
A tristeza disto tudo é que vejo os caras sendo presos num dia e conseguirem o julgamento de liminar e Habeas Corpus no mesmo dia, obtendo alvará de soltura. Ladrões de colarinho branco e assassinos estão soltos, soltinhos, curtindo o que o poder judiciário lhes proporciona. 

Meus amigos a minha indignação e revolta é que dia 18/02 vai fazer 6 meses que meu querido Gabriel está preso e nem sequer foram julgados os Habeas Corpus impetrados meses atrás e nem a Juíza de Osasco marcou audiência para o julgamento. Esta é a justiça que merecemos?
Por isto meu apelo ao judiciário e a vocês todos do Face, aos colegas de universidades do Gabriel, os da republica e a todos os seus amigos, que façam esta mensagem circular o Brasil todo. Até que alguém do judiciário se sensibilize e analise o histórico, o perfil, a vida limpa e o grande coração do Biew. 

LIBERTEM O GABRIEL
Um beijo no coração de todos, sem ressentimentos à Cleide ou a quem quer seja os que o agrediram. Só quero meu filho de volta.
EU SOU GABRIEL

Obrigado a todos que tiveram paciência para ler até o fim o apelo de um pai desesperado, angustiado e triste com morosidade do processo.
Aproveito para agradecer Dr Mario, advogado criminalista, que não está medindo esforços, e tomou este caso nas mãos como se o filho fosse dele e também aos demais advogados e a todos que estão trabalhando para a liberdade do Gabriel

3 comentários:

  1. Sandra Domingues · / - Vejam quem é Gabriel
    http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18139/tde-29012014-105942/pt-br.php
    Justiça é o que se busca . Essa ONG Eu confio e apoio.

    ResponderExcluir
  2. O julgamento do Habeas Corpus que deveria ter sido julgado na semana passada foi adiado para essa quinta-feira (05/03) e graças a Deus o resultado foi favorável.
    Vejam o recado do Sr. João Carlos Clemente, pai do Gabriel, postado em seu face:

    Queridos amigos do face vencemos a 1ª batalha. A decisão dos desembargadores foi favorável ao Gabriel. Ele vai poder responder ao processo em liberdade. Vou buscá-lo em Tremembé amanhã. Ainda não sei a horas que vão libertá-lo, pois depende da expedição do alvará de soltura chegar em Tremembé em tempo hábil. Deus abençoe todos vocês que torceram sofreram apoiaram e acreditaram em sua inocência . Meu muito obrigado pela força.
    Dr Mário parabéns pelo seu trabalho na defesa oral de hoje.
    Obrigado a todos
    João Clemente

    ResponderExcluir
  3. Pobre Gabriel! Pobre pais!
    Que Deus tenha misericórdia dessa família.

    ResponderExcluir