MINHA MOTIVAÇÃO


Madeleine Beth MacCann e Isabella Oliveira Nardoni

Dia 30/03/08 assisti o documentário, apresentado pela Rede Record, no Domingo Espetacular, sobre o caso da pequena Madeleine Beth MacCann, a menina inglesinha que desapareceu em Portugal em 2007 e apesar de, na ocasião, já fazer quase 1 ano do ocorrido, nunca tinha me atentado à história...fiquei muito deprimida, fiz uma oração e pedi a Deus que permitisse que a menina estivesse viva e fosse encontrada. 

Fui dormir triste e demorei a pegar no sono....sem nem saber que no sábado dia 29/03/08, tinha ocorrido o assassinato sórdido e brutal da pequena Isabella Oliveira Nardoni...só tomei conhecimento na segunda-feira (31/03).
Fiquei em estado de choque e desde então não tirei essas duas meninas da minha cabeça e foi onde saí em Busca de Justiça!!!

Na condição de mãe e também avó, me coloco no lugar Ana Carolina Oliveira e da Vovó Rosa (avó materna da pequena Isabella), assim como, acredito que estejam sofrendo também a mãe e avós da pequena Madeleine.

Minha netinha, Yasmim, tinha na ocasião, 2 anos e 7 meses e todas às vezes que olhava para o seu rostinho lindo e inocente, pensava nessas 2 meninas.
Num domingo ao me deitar ao lado da minha netinha, que passa os finais de semana comigo, beijei-a e agradeci a Deus por aquele momento...por ela estar ali e por eu poder beijá-la antes de dormir.

Muitas mães e avós compactuam comigo essa mesma dor em nome dessas duas lindas meninas; MADELEINE e ISABELLA.

A Justiça pela pequena Isabella foi feita, mas o justo mesmo seria que os assassinos cumprissem a pena integral...sem brechas nas leis...sem atenuantes, sem redução de penas e regalias.

Que Deus tenha piedade da pequena Madeleine e permita que ainda seja encontrada com vida e devolvida à família.

E que ELE esteja com todos nós..em nossos lares, cuidando de nossas crianças e nos protegendo das Brechas das Nossas Leis...que nos faz reféns da Impunidade!!!

Hoje tenho uma nova história de vida para contar...o Eu antes e depois de Isabella e Madeleine...



Hoje sei que não podemos nos omitir, esperar que a desgraça bata em nossa porta para levantar do sofá...não podemos fingir que enquanto a dor bateu na porta do vizinho, que nada aconteceu e não nos pertence, pois a dor do vizinho amanhã pode ser de qualquer um de nós e para isso é necessário que não nos calemos.

Ao primeiro sinal de desgraça...Grite...Denuncie!

E não podemos aceitar de braços cruzados o mando e desmando do legislativo e judiciário que agem em cima de uma Constituição, de 1940, Um Código Penal arcaico e falido, que não condiz com nossa realidade.

Precisamos adequar as leis a nossa realidade...sem atenuantes, sem brechas, sem redução de pena.
Não mais aceitar que os assassinos tenham todos os seus "direitos" respeitados, enquanto que para as famílias das vítimas só resta um ÚNICO DIREITO...o de visitar uma cova fria num cemitério e levar flores.
Não é justo que tenhamos que ser reféns da Impunidade...precisamos dar um basta nisso. Exigirmos a Revisão do Código Penal!!!

"Deus me chamou pelo amor e não pela dor...dou-lhe graças por isso"

Sandra Domingues

Comunidade no Orkut: Tributo a Isabella e Madeleine

Grupo no Facebook: Justiça é o que se Busca 


Home