domingo, 7 de julho de 2013

0

Vigília por Justiça para o Jovem Campineiro Mário dos Santos Sampaio


Dia 16 de julho de 2013,às 13h00, será feita uma vigília por Justiça em frente ao Fórum da Cidade do Guarujá, na Rua Sílvio Daige Nº 280, Jardim Tegereba, ocasião em que acontecerá a primeira audiência do caso Mário dos Santos Sampaio, estudante covardemente assassinado no dia 31 de dezembro de 2012, num restaurante na cidade do Guarujá. 

Integrantes do Grupo Justiça é o que se Busca estarão presentes no manifesto em apoio e solidariedade aos amigos de luta, os queridos familiares de Mário Sampaio.

Do ocorrido:

O estudante, Mário dos Santos Sampaio, de 22 anos, foi morto a facadas no Guarujá, na noite do dia 31/12/2012.

Segundo a polícia, Sampaio não concordou em pagar o valor de 19,90 reais pelo rodízio porque, quando entraram no estabelecimento, um cartaz na porta anunciava o preço de 12,99 reais. Mário reclamou com o gerente, que chamou o pai, dono do restaurante. A discussão se transformou em briga e, segundo testemunhas, Sampaio foi agredido por funcionários do restaurante.

Em seguida, o dono do restaurante pegou uma faca e deu três golpes nas costas do universitário, fugindo em seguida com o filho e os demais funcionários da churrascaria. Uma ambulância foi chamada, mas a vítima não resistiu aos ferimentos e morreu.

Em 09/01/2013 José Adão Pereira Passos que matou a facadas o estudante campineiro Mário dos Santos Sampaio foi preso.
Trata-se de uma prisão temporária “que se faz necessária para o prosseguimento das investigações” porque, se solto, “Passos poderá prejudicar as diligências finais para a conclusão das investigações".

Diego Souza Passos, filho do dono do restaurante, que matou o jovem Mário Sampaio foi preso na tarde de 15/01/2013 por ocultação de provas e por contribuição com  a morte do turista. Diego Souza Passos, que segundo testemunhas teria começado a confusão com os turistas, é filho de José Adão Pereira Passos, que confessou ter matado a facadas o turista Mário dos Santos Sampaio. Diego estava embaixo de uma cama quando foi preso.

A polícia de Guarujá, no litoral de São Paulo, em 1º de fevereiro, concluiu que o proprietário do restaurante José Adão Pereira Passos, o filho dele, Diego Souza Passos e, o garçom do estabelecimento são culpados pelo homicídio do estudante de Campinas, no interior de São Paulo. O inquérito foi entregue na 2ª Vara Criminal da cidade.
Pai, filho e o funcionário do restaurante foram indiciados por homicídio qualificado. No inquérito consta que José Adão foi o autor de três facadas que atingiram a vítima. Já Diego Passos, que era o gerente do estabelecimento, e o garçom são acusados de agredir e segurar o estudante Mário dos Santos Sampaio.

A Justiça decretou no dia 07 de fevereiro de 2013 a prisão preventiva dos três envolvidos na morte de Mário Sampaio. O proprietário do estabelecimento José Adão Pereira Passos, o filho dele, Diego Souza Passos, já estavam presos temporariamente. O garçom do estabelecimento está foragido.

O garçom Robson de Jesus Lima agora é considerado foragido da Justiça, já que ele não foi encontrado durante buscas realizadas pela polícia. De acordo com o delegado responsável pelo caso Luiz Ricardo Lara a reconstituição do crime está marcada para o dia 21 de fevereiro.

"Quando temos que ser a voz dos inocentes Justiça é o que se Busca" (Sandra Domingues) 

Grupo no Facebook: Justiça é o que se Busca 

Assistam a chamada da vigília feita pelo amigo Wagner Fernandes do Programa Ação Urbana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário