sábado, 27 de novembro de 2010

2

UM PESO E DUAS MEDIDAS ? QUE LEIS SÃO ESSAS?


Pedrinho, Sophie, Joanna e Isabella

4 crianças da mesma idade e vítimas da violência familiar !

4 pequenos anjos, de apenas 5 anos de idade, que tiveram suas vidas ceifadas, justamente por àqueles que deveriam protegê-las.

Mas por que a Justiça não é igual para todos?

Isabella foi assassinada há 2 anos 8 meses, o caso já foi devidamente julgado e os acusados ( pai e madrasta) condenados à 31 e 26 anos de cadeia.

O pequeno Pedrinho foi assassinado há 2 anos e 4 meses e o caso continua IMPUNE, os acusados (mãe e padrasto) continuam livres. Foram em 12/04 "condenados a 7 anos de cadeia em regime semi-aberto", porém a defesa recorreu e 6 meses depois parece que esqueceram do caso, nunca mais se ouviu falar em Pedrinho, nenhuma linha sequer sobre o caso...porém Pedrinho existiu e sua morte merece que seja devidamente punida, pois Pedrinho não foi jogado do 6º andar, mas foi torturado dentro de sua própria casa por meses, prova disso são as 2 costelas quebradas em fase de cicatrização, os 65 hematomas pelo corpo e os relatos de maus-tratos presenciados pelos vizinhos e denunciados ao Conselho Tutelar, que nada fizeram para proteger o pequeno menino.

A pequena Sophie foi assassinada há 1 ano e 4 meses, vítima de torturada, dentro de seu próprio lar, pela tia e pela prima responsáveis pela menina, ou pelo menos responsáveis em receber a pensão do pai Austríaco de quem lhe foi arrancado a menina pela mãe que fugiu de lá e veio para o Brasil para entregar a vida da pequena criança nas mãos daquelas que a levariam à morte e 1 ano e 4 meses depois nem sequer foram julgadas, permanecem livres e ninguém responde pelo assassinato dessa pequena criança.

E com o coração ainda dilacerado, sem ter conseguido digerir a morte desses 3 pequenos anjos, nos deparamos de novo com mais uma tragédia familiar, onde novamente a vítima é mais uma criança indefesa de apenas 5 anos de idade, agora foi a vez da pequena Joanna, que também foi vítima de tortura dentro de sua própria casa, sendo submetida à condições desumanas, amarrada e deixada largada suja de fezes e urina, vindo a falecer de meningite causada pelo vírus da herpes, depois de permanecer 26 dias em coma no hospital do Rio de Janeiro.

O pai da pequena Joanna foi indiciado essa semana sob suspeita de torturar a criança, o Ministério Público tem até 08 de novembro para "decidir" se oferece ou não denuncia por tortura e a minha pergunta nesse caso é:

-E o falso médico ? Contra ele não pesa nada ???
O que foi que ele deu para a Joanna sair do hospital em coma ???
Onde está o falso médico e quais acusações pairam sobre ele ?

Penso que seja tão responsável quanto o pai que amarrou e deixou a criança em situação desumana exposta à contaminação com as bactérias da urina e fezes e pega com facilidade, diante da baixa imunidade, devido ao quadro de stress emocional que a pequena vivia com a disputa absurda entre o pai e a mãe, pela guarda da menina e por estar longe da mãe e da família materna.

Quanto a "babá" que viu a criança nessas condições e não fez nada no ato e ainda permitiu que a menina permanecesse mais 2 horas nessas condições, alegando estar cumprindo ordens.

E a juíza que deu a guarda ao pai, mesmo diante do histórico de violência e registros anteriores de maus-tratos à menina e não satisfeita de arrancar a criança dos braços da mãe, ainda "proibiu-a" de ver a criança por 90 dias.

Até agora só a médica, dona do hospital, está presa, por ter empregado o falso médico, mesmo ciente de que ele praticava medicina ilegal.

É, a corda arrebenta sempre para o lado mais fraco!
Alguém vai ter que responder por isso...mas penso que todos estejam no mesmo grau de culpa...uns mais, outros menos...mas todos são responsáveis por essa tragédia.

O que queremos e esperamos é que a Justiça seja feita...

Por Pedrinho, Por Sophie e por Joanna...
assim como foi feita pela pequena Isabella.

Afinal...o Judiciário tem um peso e duas medidas?



Mas como acreditar numa JUSTIÇA que concede habeas corpus e deixa livre uma pessoa que foi capaz de assassinar fria e covardemente a ex-namorada, como fez o Mizael Bispo, que matou a jovem Mércia Nakashima?



Como confiar numa Justiça que hà 24 anos espera para julgar os mandantes do assassinato de um homem de bem, um homem honesto e íntegro, como o prefeito de São Gabriel da Palha- Es, Anastácio Cassaro, que foi covardemente assassinato em 1986, em pleno mandato e até hoje o caso continua IMPUNE!

Que JUSTIÇA é essa ? Que País é esse ???

Queremos Justiça !!!
Por:

Por milhares de crianças, jovens, pais de famílias vítimas das leis obsoletas de uma Constituição arcaica, de um código Penal ultrapassado, que não condiz com a nossa realidade e que permite brechas e brechas na Lei que beneficiam cada vez mais os assassinos e deixa os familiares, vítimas da violência, e nós, cidadãos de bens, reféns de um País de IMPUNIDADE!

DIGA NÃO À IMPUNIDADE

Exigimos que o Congresso Vote os 5 itens restantes do projeto de iniciativa popular, do Movimento Gabriela Sou da Paz entregue no Senado em 2006 pedindo a alteração de 6 itens do Código Penal...afinal é o desejo de 1.300.000 brasileiros que ali nos representaram.



2 comentários:

  1. Não dá pra comentar Sandra Domingues... a minha voz seria apenas o eco da sua. Você já disse tudo. Kyrie Eleison.

    ResponderExcluir
  2. Somos um povo sofrido, abandonado pelas leis que nunca se cumpri, os crimes sempre na impunidade,perdi meu filho num assassinato ,que todo o povo do lugar ,sabem que foi a politicagem suja,meu filho tem muitos amigos que até hoje reclamam a falta dele ,principalmente as crianças carentes do lugar .Já se foram 4 anos de impunidade,e nós familiares e amigos perguntamos :qual deles ? quem foi o político que pagou 3 pistoleiros para assassina-lo,???ele deixou 3 filhos ainda pequenos,e o crime ainda está impune.Então meus amigos eu pergunto ,onde esta a justiça que ainda não desvendou este caso e o boletim de ocorrência ,ainda se encontra na delegacia de Vassouras RJ. E assim vai pelo país a fora com tantos crimes organizados e impune .que país é este em que vivemos?quantas crianças sendo assassinadas e o país nem se mexe para punir os culpados .Não temos alternativas , só mesmo nos organizando e irmos para as ruas e sem deixar os vândalos se meter,mais para isto queremos políticos fora de nossas direções e a polícia nos guarnecendo e sem violentos para nos atrapalhar QUEREMOS JUSTIÇA BRASIL

    ResponderExcluir