sábado, 30 de abril de 2011

7

Que País é esse?! Que Juíza é essa ???


No dia 07 de abril de 2011 a juíza Elizabeth Louro, do 4º Tribunal do Júri, libertou Luiz Carlos Oliveira, 51 anos, acusado de matar a estudante, Mariana Gonçalves de Souza, 21 anos.

— Foi um ato episódico, um desatino de paixão e que dificilmente ele (Luiz Carlos) vai encontrar outra mulher pela qual ele se apaixone dessa maneira. Não vi clamor público que motivasse a manutenção de sua prisão. Ele facilitou as investigações se entregando no dia seguinte e confessando o crime. Também não vi, nos autos, qualquer ameaça a outras pessoas envolvidas no processo, como familiares da vítima — disse a magistrada.

Mariana Gonçalves de Souza foi encontrada degolada na tarde de 07/03/2011 dentro de uma creche em Campo Grande, na Zona Oeste do Rio.

Vejam o caso na Íntegra:

"Não vi clamor público que motivasse a manutenção de sua prisão" diz a juíza...

A Juíza Elizabeth Louro praticamente jogou a responsabilidade para a população...esperando que a sociedade reaja para que ela possa então justificar o porquê desse "animal" não ficar solto....como se o crime em si propriamente não justificasse. 
Se de fato esse "selvagem" não representasse perigo à sociedade a jovem Mariana estaria viva.

Hoje, 30/04/2011, aconteceu em Campo Grande uma Manifestação em prol de Justiça por Mariana. Carlos Santiago, pai da adolescente Gabriela Prado Maia Ribeiro assassinada numa troca de tiros em 2003 no metrô da Tijuca-RJ, e alguns ativistas do Movimento Gabriela Sou da Paz estiveram lá para apoiarem esse ato de cidadania e prestarem solidariedade à família de Mariana.

E se fosse sua filha excelentíssima juíza? 
O caso seria tratado como uma paixão fulminante? 
Vossa meritíssima teria por ele a mesma compaixão?

Estamos fartos de tanta Impunidade e de ficarmos a mercê dos doutores das leis que se acham acima do bem e do mal e tentam justificar o injustificável.

Basta...Chega...Queremos o fim da Impunidade!!!

Exigimos a revisão do código penal e que seja colocado em votação o Projeto de Lei do Movimento Gabriela Sou da Paz, parado no senado desde 2006.






















7 comentários:

  1. E vdd mesmo Sandra, isto ja esta passando dos limites de qualquer ser humano
    Juizes, Promotores e tantos outros de nossas Leis desfalcadas, estão levando um assunto tão serio e dolorido pra um caminho comum, um caminho de opinião própria, ela agiu no momento em que ela achava, que ela entendeu,o que ela na verdade achava naquele momento esquecendo sua posição de Juiza.

    Cheguei a comentar em um Jornal, que ela talves seria a proxima vitima, ela soltou um assassino que poderá quem sabe se apaixonar por ela mesma ou uma familia proxima , e ai o que ela ira fazer se sofrer isso na pele, ou quem sabe ela se apaixonou por ele.

    Estamos orfãos nas nossas leis e Magistrados absurdos, onde uma Juiza se mistura fazendo parte do mal carater de um assassino
    frio como ela.

    Para mim, um Juiz (a) não deveriam nem ter familia, viver apenas para o Magistrado, no isolamento, assim seriam fortemente imparciais.
    Ser como a s Leis da igreja (qd cumprem) isolada para que possamos com certeza confiar e acreditar.
    Mais uma familia entre tantas e outras tantas que ainda se juntarão a nós famílias perdendo nossas famílias, não só para os bandidos e agora tb para Juizes como essa que da vergonha de dizer até o nome.
    Essa Juíza não merece nem a cadeira em que senta, nem a capa que veste. Pobres de quem mais cair em suas mãos sujas na assinatura de soltura de mais um marginal caminhando em busca de novas vitimas
    Ela que se cuide, ele está solto quem sabe não irá ter com ela algumas palavras....

    Meus sentimentos a faminia de Mariana
    Valquiria Marques

    ResponderExcluir
  2. Uma decisão sem conhecimento do processo.
    Um verdadeiro afronto a sociedade deixar este assassino solto nas ruas.

    Santiago - Pai de Gabriela.

    ResponderExcluir
  3. Essa decisão da juíza,com certeza será revertida pelo ministério público e esse assasino será preso,pois é uma afronta contra todos nós cidadãos.Basta com a impunidade !!

    ResponderExcluir
  4. SRA.JUIZA
    VENHO AQUI EM NOME DE TODOS OS ALUNOS DA INSTITUTO GONÇALVES DORNELLES.(IN MEMORIAM) , POIS ATE ISSO ESTE HOMEM FEZ. PRENDA ESTE HOMEM SR.LUIZ CARLOS DE OLIVEIRA.ESTE HOMEM NÃO PODE FICAR ENTRE NÓS. ELE REU CONFESSO E NÃO TEM COM SER UM HOMEM LIVRE. O LUGAR DELE É NA CADEIA. QUANTAS PESSOAS ELE ESTA MATANDO AOS POUCOS. COM TANTO SOFRIMENTO. SRA JUIZA PRENDA ESTE HOMEM...

    ResponderExcluir
  5. Bem,se estiver errada me corrijam,aprendi que A VIDA é um direito fundamental de maior valor, e que caso seja ceifada,o ESTADO tutelará esse direito tão importante..Isso quer dizer que,independente de comôção da sociedade ou de familiares cabe ao Estado condenar ou dar uma boa justificativa para a absorvição desse réu confesso.Mas vejo claramente que a justificativa da juíza não foi a das melhores.Foi uma juíza alapoiética.Buscou em outros sistemas justificativas que não fundamentam esse CRIME BÁRBARO.
    Já pensou se todos os magistrados fundamentassem os crimes e absorvessem baseaados em '' PAIXÃO''?
    Reflita direitinho vossa Excelência e dê uma sentença Justa,imparcial

    ResponderExcluir
  6. Prezada,
    Um bom juiz aplica o que a Lei determina. Acho que esta havendo uma pequena confusão entre a função exercida pelo Poder Legislativo, que edita leis, e o Poder Judiciário que as aplica.
    A Juíza simplesmente cumpriu o que o legislador determinou, logo o que deve ser atacada é a permissividade da norma. Enquanto continuarmos elegendo esses parlamentares sem qualquer noção de seu múnus público, continuaremos na mesma situação de incompetência e dominação.

    ResponderExcluir
  7. Renata justamente por isso finalizo a matéria com esse texto:

    Basta...Chega...Queremos o fim da Impunidade!!!

    Exigimos a revisão do código penal e que seja colocado em votação o Projeto de Lei do Movimento Gabriela Sou da Paz, parado no senado desde 2006.

    ResponderExcluir