terça-feira, 3 de janeiro de 2012

1

A Justiça que tarda e falha!!!


George Alexandre Queiroz Lisboa, o Gegê, 39 anos, vítima de latrocínio, São Paulo-SP, em 04/03/2009.

Em SP, maioria dos crimes sem autoria definida fica sem apuração

A impunidade para os crimes de homicídio no Brasil vai além dos 80% de pedidos de arquivamento para os inquéritos abertos até 2007. Levantamento do pesquisador Sergio Adorno, do Núcleo de Estudos da Violência da USP, revelou que entre 20% e 40% dos casos de assassinatos levados às delegacias paulistas sequer se tornam inquérito. E as vítimas têm endereço certo: bairros pobres da periferia e favelas.

Adorno se debruçou sobre 344 mil boletins de ocorrência para revelar que apenas 6% são transformados em inquéritos. Em caso de homicídio, de 60% a 80% viram inquérito, mas a maioria dos crimes sem autoria definida fica sem apuração. E aponta a desigualdade no tratamento dado aos pobres mortos. O estudo foi realizado sobre os anos de 1991 a 1997, mas o pesquisador, que estuda a impunidade há dez anos, disse acreditar que a realidade nas delegacias não tenha mudado.

- Os homicídios investigados são os que têm autoria conhecida. Casos que envolvam um corpo que foi encontrado, uma vítima do tráfico de armas ou o crime organizado raramente são investigados. Em geral se argumenta que não há provas nem elementos - diz o pesquisador. - Se o policial é vítima, há todo o empenho para fazer a investigação. Se é um suspeito, aquela figura do "criminoso suspeito", em geral não é investigado. Muitas vezes tem auto de resistência ou suspeita com o crime organizado que não são investigados. É como se houvesse um forte desestímulo à investigação.

Fonte: O Globo


Nosso querido amigo Gegê (George Alexandre Queiroz Lisboa) faz parte dessa triste estatística; vítima da violência e da Impunidade!!!

Gegê lutava contra a Impunidade...
E foi uma das vítimas da Impunidade que impera em nosso país.

Ninguém responde pela morte de Gegê e o crime nem sequer foi apurado, apesar das fortes pistas que apareceram, inclusive de um DVD, que havia sido alugado em uma locadora, horas antes. DVD esse que caiu da moto, onde estavam os responsáveis pela morte do Gegê.

O pai do Gegê, militar aposentado, devido a idade avançada e estado debilitado de saúde, não teve forças  para ir atrás do assassino de seu filho e até hoje, quase 3 anos depois, aguarda por justiça!


SAUDADES DE VOCÊ...AMIGO ANJO!!!



CANTEI ESSA MÚSICA PARA ELE...ENQUANTO VELAVA SEU CORPO.

Um Anjo Muito Especial
Roupa Nova

Anjo, Anjo!
Oh oh oh, oh!
Anjo, Anjo!
Oh oh oh, oh!
Eu vim prá ser
Seu Anjo
Pra lhe proteger
Do céu de onde eu desci

Eu vim cuidar de você
Você!...
Quem sabe ouvir
Um Anjo
Sabe adivinhar
E ver o caminho
Por onde deve andar...

Sorrir é melhor
Quando soma e traz
Um outro sorriso em alguém
O que você dá
O mal e o bem
Que vai
Mas volta também...

Por isso eu sou
Seu Anjo
Só pra você ver
Por mais que eu seja
Um Anjo
Meu milagre é você...

Sorrir é melhor
Quando soma e traz
Um outro sorriso em alguém
O que você dá
O mal e o bem
Que vai
Mas volta também...

Por isso eu sou
Seu Anjo
Só pra você ver
Por mais que eu seja
Um Anjo
Meu milagre é você
O meu milagre é você...

Anjo, Anjo!
Oh oh oh, oh!
Anjo, Anjo!
Oh oh oh, oh!


Memorial Gabriela Sou da Paz: George Alexandre Queiroz Lisboa



Um comentário:

  1. Gegê está brincando de fotógrafo no céu...

    Dizem que Deus coloca anjos na terra e estes por serem seres iluminados e numa dimensão muito acima do que se possa imaginar, não permanecem neste plano por muito tempo.

    Daí talvez o ditado de que quem é do bem, (alma, espírito e coração), parte cedo demais... Mas, acredito, que estes anjos de luz, já chegam neste universo, tão preparado e extremamente elevado espiritualmente, que tornam por cumprimento breve a permanência nesta terra.

    Pois estes, assim que realizam o que lhes fora destinado, concluindo suas missões retornam para o céu.

    Nós perdemos um amigo, um querido e amado batalhador... Mas o Céu ganhou um Anjo, que deve estar juntinho de nossos entes tão amados, para poder de perto olhar por eles, abraçar, contar o quanto os amamos...

    Com certeza, Gege brincado de “fotografá-los" estará cuidando e sendo cuidado, zelando e sendo amparado, mais nos deixando uma leve impressão de que subiu mais cedo, para ver como estão todos por lá, dando-nos a "deixa" de que estão em mãos abençoadas!

    ResponderExcluir