terça-feira, 7 de agosto de 2012

3

Luis Paes Neto tenta adiar o julgamento e lá se vão 2 anos de IMPUNIDADE




Luis Paes Neto, acusado de assassinar a jovem Aryane Thais, filha da nossa amiga de luta Hipernestre Carneiro e o filho que a jovem esperava, (sendo comprovado através do teste de paternidade, ser ele o pai) recorreu ao STJ (Superior Tribunal de Justiça) e com isso o processo que se estende já há 2 anos vai atrasar ainda mais. 

O juiz Marcos William decidiu em 17/05/2011, que o estudante de advocacia Luiz Paes Neto, acusado pela morte de Aryane Thays seja levado à júri popular, porém até o momento a data do julgamento não foi marcada e o acusado responde em liberdade.

Não podemos aceitar que esse caso seja mais um para o rol da Impunidade, que a família de Aryane Thais tenha que esperar anos para que a Justiça seja feita.

Não é JUSTO que a Hiper tenha que sair as ruas, sendo tachada de vingativa, de barulhenta, por não se calar e levar o seu grito de Justiça para que o caso não fique impune e o algoz de sua filha caçula e de seu primeiro neto, pague pela monstruosidade praticada, enquanto ele leva a vida normalmente e passados 2 anos do crime continua se beneficiando, em virtude da nossa Lei, que lhe assegura o direito de responder em liberdade e bem sabemos que quando não há clamor público...é isso que acontece!!!

Vamos encher a caixa postal do STJ de e-mails de protestos, cobrando que o acusado seja levado à júri popular o mais breve possível e que enfim a Justiça possa ser feita.



Presidência do STJ

Ministro Ari Pargendler

Vice-Presidência do STJ
Ministro Felix Fischer

Sobre A tragédia que vitimou a jovem Aryane Thaís e o bebê que ela esperava

A estudante Aryane Thaís Carneiro de Azevedo, de 21 anos, estava grávida quando foi estrangulada e teve o corpo abandonado as margens da BR 230 em João Pessoa-PB. 

A identificação do corpo só foi possível devido o exame de gravidez, com resultado positivo, que ela carregava em seu bolso. O crime aconteceu em 15/04/2010 e o acusado de tê-la assassinado é o pai da criança, comprovado através do teste de DNA. 

A cena do crime foi forjada; o corpo de Aryane Thais estava sem as vestimentas, mas a perícia atestou que não houve estupro. 

Foram encontrados no carpete, do carro do acusado, vegetação do local onde o corpo de Aryane Thaís foi abandonado e cabelos da jovem, arrancados com bulbo capilar.

Conto mais uma vez com a ajuda de todos

Sandra Domingues


3 comentários:

  1. E-MAIL ENVIADO EM 07/08/2012

    ----- Original Message -----
    From: Sandra Domingues
    To: presidencia@stj.jus.br ; vice.presidencia@stj.jus.br
    Sent: Tuesday, August 07, 2012 5:24 PM
    Subject: Caso Aryane Thais clamamos por Movimento Justiça BrasilSua Excelência os Senhores Digníssimos Presidente e Vice-Presidente do STJ Ministro Ari Pargendler e Ministro Felix Fischer

    Na condição de cidadã, mulher, mãe, avó e amiga da família da jovem Aryane Thais que foi assassinada, grávida, em 10/04/2010, em João Pessoa, na Paraíba, sendo o acusado o estudante de direito Luis Paes Neto, pai do bebê que a jovem esperava, comprovado através de DNA, venho através desse solicitar a intervenção dos senhores nesse caso, visto que já se passaram 2 anos da tragédia e o acusado responde em liberdade.

    O juiz Marcos William decidiu em 17/05/2011, que o estudante de advocacia Luiz Paes Neto, acusado pela morte de Aryane Thays Carneiro de Azevedo seja levado à júri popular, porém até o momento a data do julgamento não foi marcada e o acusado responde em liberdade. Segundo informações do processo no site do TJ os advogados do réu recorreram ao STJ e com isso o processo todo deve ser atrasado e a data do julgamento adiada ainda mais.

    Testemunho o sofrimento dessa mãe e de sua família, que além de ter perdido a filha caçula e o seu primeiro neto, de forma covarde e brutal, ainda é tachada de vingativa e bandeira quando sai as ruas para clamar por Justiça, sendo que o algoz de sua filha e neto transita livremente, de cabeça erguida, pela cidade.

    Cansada de ver o sofrimento dessa família e a IMPUNIDADE que gira em torno desse caso, peço a vossas excelências providências; que o acusado seja mandado à júri popular o mais breve possível e que a Justiça possa enfim ser feita.

    Certa da atenção, agradeço desde-já.

    Atenciosamente,

    Sandra Domingues
    RG: xxxxxxxxxx
    São Paulo - SP
    Fone: xx xxx-xxxx

    ResponderExcluir
  2. BRASIL...MOSTRA TUA CARA!!!

    Quando a sociedade se cala a IMPUNIDADE ganha voz!!!!

    De acordo com o retorno que está sendo passado pela ouvidoria do STJ as pessoas que estão encaminhando o e-mail, o processo 2012/0160197-5 (recurso expedido pela defesa do acusado Luis Paes Neto) foi protocolado em 06/08/2012 e distribuído ao Ministro Marco Aurélio Bellizze, da Quinta Turma.

    Ainda, conforme retorno da ouvidoria, em razão dos diversos fatores que podem influenciar no tempo de tramitação de processos nesta Corte, tais como a complexidade da causa e a natureza do pedido, não é possível fornecer previsões de julgamento, sendo atribuição exclusiva do Ministro Relator ordenar e dirigir o processo (art. 34, I, do Regimento Interno do STJ).

    Ou seja, mais uma vez temos que ACEITAR que o assassino continue transitando livre, de cabeça erguida pela cidade, enquanto a nossa querida amiga de dor e de luta Hipernestre Carneiro só tem os seguintes DIREITOS: Chorar, sofrer, implorar para que a Justiça, por sua filha caçula e seu 1º netinho, que foram covardemente assassinados, seja feita!!!

    JUSTIÇA POR ARYANE THAÍS

    ResponderExcluir
  3. From: sslcassaro@hotmail.com
    To: marcoaurelio@stf.jus.br
    Subject: CASO ARYANE THAÍS - ASSASSINATO
    Date: Thu, 30 Aug 2012 14:15:53 -0300

    Excelentíssimo Senhor Ministro do STJ
    MARCO AURÉLIO BELIZZE

    Meu nome é Sandra Cassaro, aqui representando o MOVIMENTO JUSTIÇA BRASIL, cidadã brasileira, nascida em São Gabriel da Palha, Espírito Santo e assim como tantos outros brasileiros, também fui vítima da violência devastadora que assombra nosso país. Perdi meu pai, Anastácio Cassaro, então Prefeito de São Gabriel da Palha E.S. vítima de um grupo que na época ficou conhecido como o CONSÓRCIO DO CRIME, sendo que depois de 25 ANOS DE IMPUNIDADE (que se deu no ano passado), os cinco mandantes do crime foram julgados, condenados e com prisão decretada, sendo que dois estão presos e três estão foragidos.

    Em nome da IMPUNIDADE QUE IMPERA NESTE PAÍS, o sexto mandante não foi julgado, para nossa dor e inconformismo foi beneficiado pela lei, pois completou 70 anos antes de sair a SENTENÇA DE PRONÚNCIA, simplesmente 15 anos após o crime.

    Hoje, verificamos mais um "CASO DE DESCASO" pela vítima Aryane Thaís (jovem de 21 anos e grávida), brutalmente assassinada pelo monstro chamado Luiz Paes Neto (pai do bebê que ela esperava). Este indivíduo foi pronunciado a ir a Júri Popular no dia 17/05/2011 e até agora o julgamento não foi marcado e ele continua em liberdade, pronto para vitimar outras famílias, se fazendo passar por “bom moço” e pior, alardeando aos quatro cantos que tem condições financeiras e que “isto não vai dar em nada” . PALAVRAS QUE MINHA FAMÍLIA OUVIU POR 25 ANOS !

    D. HIPERNESTRE CARNEIRO, mãe da jovem assassinada ARYANE THAÍS, em entrevista a TV junto comigo, disse ao vivo: “EU NÃO QUERO SER SANDRA CASSARO, EU NÃO QUERO SER UM FAMILIAR DE ANASTACIO CASSARO, EU NÃO QUERO ESPERAR 25 ANOS PARA VER O ASSASSINO DE MINHA FILHA PAGAR PELO CRIME QUE COMETEU” !

    Até quando, Excelentíssimo Ministro, essa barbárie vai acontecer? Até quando nossas famílias vão chorar por entes queridos que foram embora de maneira tão brusca e absurda? Até quando as leis beneficiarão os covardes assassinos e deixarão pais, mães, irmãos, maridos, esposas e filhos sem amparo?

    É essa a política que os Excelentíssimos Senhores esperam e almejam às suas famílias e às famílias de bem?

    Não aguentamos mais tanta mpunidade! CLAMAMOS POR JUSTIÇA !!! Não podemos mais ficar encarcerados em nossas próprias casas enquanto monstros assassinos estão soltos, fazendo farra, comemorando crimes e fazendo famílias de bem (como as nossas) sofrerem para sempre!

    E ainda dizendo, como disseram em ocasião dos 20 anos do assassinato do MEU PAI: "NUNCA FOI TÃO FÁCIL MATAR UM HOMEM" !

    Por favor, revejam este caso. Não é possível que uma injustiça deste tamanho continue...

    Não permitam que este CASO se torne mais um CASO ANASTACIO CASSARO, com TANTOS ANOS DE IMPUNIDADE ...

    SR. MINISTRO, aqui pede uma filha que sofre há 26 anos na pele o que a mãe de ARYANE THAÍS está sofrendo hoje:

    POR DEUS, JULGUE COM URGÊNCIA MAIS ESTE RECURSO DENTRE "TANTOS" QUE SOMENTE BANDIDOS E ASSASSINOS TÊM DIREITO PERANTE A LEI DESTE PAÍS !

    EM TEMPO SR. MINISTRO, Nós do "MOVIMENTO JUSTIÇA BRASIL", nos colocamos a inteira disposição, para dar sugestões sobre o que deva ser mudado de acordo com os anseios da população Brasileira.


    Certa de sua compreensão
    e de que seremos atendidos, desde já, agradeço.

    Atenciosamente

    SANDRA CASSARO
    FILHA DO PREFEITO ASSASSINADO "ANASTACIO CASSARO"

    ResponderExcluir