quinta-feira, 21 de novembro de 2013

0

Sede de Justiça - Caso Diego Ribeiro Cassas


Triste e emocionante a entrevista da nossa querida amiga de luta Rosana Ribeiro Cassas, mãe de Diego Cassas, no quadro SEDE DE JUSTIÇA do programa Hoje em Dia da Rede Record. 

Caso acompanhado pelo Grupo Justiça é o que se Busca, com Dra. Patricia Vega


O jovem Diego Ribeiro Cassas, de 18 anos, foi morto a tiros na manhã de 07 de junho de 2013, no estacionamento do McDonald's, em Pinheiros, zona oeste de São Paulo.

Diego levou três tiros nas costas e um na cabeça e já estava sem vida quando a Polícia Militar foi acionada, às 6h35, para atender a ocorrência. Os suspeitos fugiram da lanchonete, que fica na esquina das Avenidas Henrique Schaumann e Rebouças.

De acordo com um padrinho da vítima, Alex Sandro, de 37 anos, o rapaz e mais três amigos tinham saído de um show na casa noturna Via Marquês, na Avenida Marquês de São Vicente, zona norte, onde teriam brigado com outro grupo, supostamente por causa de uma garota. Ao deixarem o local, em três carros, segundo o padrinho, teriam sido seguidos pela outra turma. Depois de uma discussão no estacionamento da lanchonete, Cassas foi baleado.

O rapaz morava em São Mateus, na zona leste da capital, e trabalhava com o pai em uma fábrica de produtos de limpeza. "Era um menino direito, trabalhador", disse Alex Sandro.O caso foi registrado no 14º DP (Pinheiros) e encaminhado para o Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP).

Arte: Solange Vieira

Foi decretada em 20/08/2012 a prisão preventiva de Fernando de Araújo Lopes da Silva e Caio Rodrigues, cúmplice e assassino de Diego Ribeiro Cassas, a polícia fez buscas na tentativa de prendê-los, mas os dois já fugiram e agora estão sendo procurados pela polícia na condição de FORAGIDOS.

A prisão preventiva de Caio Rodrigues, tinha sido decretada pelo Juiz em 13/06, mas ele ficou foragido durante 30 dias e quando se apresentou a prisão já havia sido revogada pela Juíza Lizandra Maria Lapenna.

Se você souber do paradeiro deles ou tiver alguma informação que ajude a polícia, por favor ligue no disque denuncia (181), a ligação é gratuita e o sigilo é garantido.

Sandra Domingues 

Nenhum comentário:

Postar um comentário