domingo, 26 de julho de 2015

0

Caso Lewdo: Laudo nega que ex-esposa do subtenente tenha ingerido medicamentos no dia do crime

Arte: Solange Vieira 

E AGORA DR. PAULO QUEZADO?
Como o senhor pretende tirar sua "cliente" da cena do crime ?

Por Sandra Domingues

Os laudos apontam que a assassina Cristiane Renata Coelho, vulgo "mulher linda" NÃO INGERIU bebidas alcoólicas e nem medicação alguma na noite do crime, como a mesma alegou, para sustentar sua farsa e imputar a autoria do crime ao, até então, marido.


E pior, a ordinária assassina estava lucida e sóbria, viu o filho, de apenas 9 anos, o qual ela envenenou com chumbinho, agonizar e morrer...e não fez absolutamente nada para salvá-lo.

Hoje, a assassina encontra-se reclusa no presídio feminino Auri Moura Costa, em Aquiraz, onde esperamos que aguarde o julgamento presa, e não porque simplesmente queremos, mas sim porque ela merece ficar onde está.

Cristiane Renata é a própria encarnação do demônio! 

Uma mãe que teve coragem de envenenar o filho com veneno para matar ratos, ingerido na mamadeira com sorvete, vê-lo agonizar, saber que o veneno está corroendo a criança por dentro e nem assim o remorso lhe tocar o coração e tentar socorrê-lo, não é digna de carregar a alcunha de mãe e muito menos de responder o processo em liberdade.

A família do subtenente Lewdo Bezerra, amigos e a sociedade exigem que a justiça seja feita, que a assassina aguarde o julgamento presa, seja julgada e condenada à pena máxima!



Do ocorrido:

O pequeno Lewdo Ricardo Coelho Severino, de apenas 9 anos, que era autista, foi morto, envenenado com chumbinho, colocado no sorvete, pela própria mãe, Cristiane Renata Coelho. Além de matar o filho envenenado, Cristiane também envenenou o marido, o subtenente do Exército Brasileiro Francileudo Bezerra Severino. Os viu agonizar e quando estava certa de que estavam mortos chamou o resgate. Com a chegada da polícia, uma vez que o subtenente ainda estava vivo, foi dado a ele voz de prisão, mesmo em coma, diante das falsas acusações da esposa, que imputou a esse a autoria do crime, ocorrido na madrugada de 11/11/2014, no bairro Dias Macedo, em Fortaleza-CE.

O inquérito policial, presidido pelo delegado Dr. Wilder Brito, foi finalizado e entregue ao Ministério Público no dia 27 de abril, sendo Cristiane indiciada por matar um dos filhos do casal e tentar assassinar o marido. 

No dia 04 de maio promotor de Justiça Humberto Ibiapina a pronunciou e no dia 07 a juíza Daniela Lima da Rocha, da 3ª Vara do Júri do Fórum Clóvis Beviláqua, em Fortaleza acatou a denuncia e expediu o mandado de prisão. Cristiane foi presa no dia 08 de maio de 2015.

Cristiane Renata Coelho responderá por homicídio e tentativa de homicídio triplamente qualificados e pode pegar de 12 a 30 anos de prisão, em regime fechado.



Nenhum comentário:

Postar um comentário