quarta-feira, 19 de outubro de 2011

0

Bianca Consoli mais uma vítima das brechas da Lei!

Ninguém é obrigado a produzir provas contra si mesmo, porém quem não deve não teme!!!

Quem se recusa fornecer material para exames, no mínimo tem culpa no cartório.

A polícia, de certo, sabe quem matou a jovem Bianca Ribeiro Consoli, assim como nós sabemos, porém devido as brechas da nossa legislação, esse é mais um caso que não será esclarecido e entrará para o rol de crimes sem solução, porém com um diferencial...os ASSASSINOS estão escancarados na cara de todo mundo!

Nesse país aos criminosos tudo é permitido...eles podem beber e dirigir em alta velocidade, assumindo o risco de matar, e não são obrigados a fazer o teste de bafômetro. E ainda para piorar, se matam, nem presos são, devido a nova lei da Impunidade 12.403, que lhes dá o direito de pagar fiança, ou cumprir algumas sanções disciplinares, como não sair após determinado horário; não se ausentar da cidade; mas quem é que vai fiscalizar isso???

Eles podem matar e não são obrigados a produzir provas contra si mesmo, porém quem é inocente não tem porque se eximir de fazer exames que poderia inocentá-los da autoria do crime. Quem se recusa a fazer o exame é porque sabe que não é inocente!

Mas o mais revoltante de tudo é saber que dia após dia lemos casos e mais casos de impunidade, com o aval do judiciário, e o POVO não faz nada!

Ninguém protesta, ninguém se manifesta contra a aprovação dessa lei absurda que nos fez todos reféns e os poucos que saem as ruas para pedir justiça, infelizmente, são motivados pela dor, depois de terem sido vítimas da violência.

Não espere ser a próxima vítima para protestar...não espere a tragédia bater em sua porta para pedir a Revisão do Código Penal.

A violência está cada vez mais perto e a Justiça onde está?

 Junte-se a nós!!!

REVISÃO DO CÓDIGO PENAL JÁ!
Mas a favor da sociedade e não da marginalidade!!!

Justiça seja feita!!!

Vídeo da Campanha Justiça Seja feita da ONG Brasil Sem Grades.

http://www.brasilsemgrades.org.br


Nenhum comentário:

Postar um comentário