segunda-feira, 24 de outubro de 2011

1

Manifestação e Solidariedade por Luis Paulo


Integrantes do Grupo UDVV (União em Defesa das Vítimas de Violência), presidido pela Deputada Federal Keiko Ota, que lançou em agosto de 2011 a Frente Parlamentar em Defesa das Vítimas de Violência, estiveram na manhã de domingo (23/10) no parque do Ibirapuera, em São Paulo, e participaram de uma caminhada em memória de Luis Paulo Oliveira Barbosa.

Luis Paulo se vivo teria completado 21 anos no último dia 21 e o dia que era para ter sido de festa, deu lugar a choros inconsoláveis de seus pais, esposa e irmão que passaram o dia  imaginando que a qualquer momento o Luis entraria pela porta de sua casa, com um sorriso maroto, sua marca registrada, mas Luis Paulo não chegou e nem vai chegar, pois o jovem foi assassinado, de forma covarde, por um professor da FATEC, no dia 24 de dezembro de 2010.

O Grupo UDVV, que é formado por uma junção de Movimentos, dentre eles o Movimento Gabriela Sou da Paz, Ong Cure o Mundo, ativistas e familiares de vítimas da violência, num protesto silencioso, caminhou pelo parque, com camisetas dos entes vitimados, carregando banners que continham nomes e fotos das vítimas, chamando a atenção das pessoas que transitavam pelo local.

Luis é apenas mais  um na estatística da violência, mais um número para as páginas policiais, mas para o grupo e seus familiares, Luis Paulo é mais uma Vítima da Violência e Impunidade.

O caso não ganhou destaque na mídia, a imprensa não estava lá para fazer a cobertura do protesto, para ouvir o clamor desses pais que lutam e aguardam por justiça, uma vez que quase 1 ano se passou e o professor está solto, lecionando, vivendo sua vida normalmente, enquanto a do jovem Luis Paulo foi interrompida e a de sua família destruída, mas nós estávamos para homenageá-lo e num gesto de carinho e solidariedade, à família do jovem assassinado, cantamos parabéns e comemoramos a vida do Luis Paulo, vida essa que apesar de curta, foi vivida com muita alegria e intensidade.



Paulo Henrique, de apenas 2 anos, ainda não entende o que se passou, mas crescerá sem o amor e proteção de um pai.

Nada trará a vida do Luis Paulo de volta mas o que a família e a sociedade espera é que seja feito justiça e que o responsável por ceifar a vida do jovem rapaz responda pelo crime praticado.

Um comentário:

  1. Minha solidariedade para a família. Que Deus ilumine seus dias.

    ResponderExcluir