quarta-feira, 30 de novembro de 2011

1

Quando a OMISSÃO predomina a MALDADE fala mais alto


Cauane Borges da Silva, mais um anjo inocente, vítima do desamor

Apesar de lidar com essas tragédias, e uma pior do que a outra, há 3 anos...algumas, mais do que outras, acabam com o meu emocional e foi com imensa tristeza que cadastrei esse caso no Memorial Gabriela Sou da Paz, que me deixou amargurada e com um enorme sentimento de impotência...a sensação de que está mais do que na hora do mundo acabar, pois parece que não existe mais salvação para o desamor que se instalou nesse planeta.

Não dá para entender por que esse psicopata, "que se intitula pai", pegou a criança se nem ele e a companheira tinham paciência e condições de cuidar da menina. Estavam com a pequena há 1 mês e meio, imagino o quanto a indefesa criança sofreu nas mãos desse casal, durante esse período.

Mas e a mãe ??? Que "mãe" é essa que "abandona" um bebê de 2 anos por 1 mês e meio e nem vai visitá-la ou procura saber se está bem?! Agora nem adianta vir com lágrimas de crocodilo e fazer drama na TV, que não convence!

Os vizinhos então...agora aparece um monte para dar entrevistas e dizer que ouviam a criança chorar...e ainda têm a coragem de dizer que isso era corriqueiro e que nem se incomodavam mais com o choro da menina.

É impressionante a frieza e maldade do ser humano...como uma pessoa pode ficar omissa a um choro (pedido de socorro) de um bebê?!

Estou com o coração doendo até agora de imaginar o sofrimento dessa menina e revoltada com a atitude de TODOS os protagonistas e coadjuvantes dessa terrível história.

Ao primeiro sinal de desgraça...Grite...Denuncie!



Cauane Borges da Silva poderia ter tido uma outra história para contar, se não fosse a crueldade e omissão do ser humano!

Memorial Gabriela Sou da Paz: Cauane Borges da Silva

Um comentário:

  1. Apesar de tudo que já passei ainda me choco com a crueldade humana. Graças a Deus que ainda mantenho a minha sensibilidade. É revoltante.

    ResponderExcluir