terça-feira, 10 de novembro de 2015

0

1 ano sem o pequeno Lewdinho...que a justiça seja feita

 
Artes: Solange Vieira

Por Sandra Domingues 

No dia 11 de novembro de 2014 acontecia a triste tragédia que vitimou o pequeno autista de 9 anos Lewdo Ricardo Coelho Severino, que foi envenenado, pela própria mãe, com chumbinho, veneno esse colocado dentro da mamadeira, no milkshake de morango, o preferido da criança. O crime aconteceu no bairro Dias Macedo, em Fortaleza-CE.

Ativistas do Grupo Justiça é o que se Busca, em São Paulo, que veem acompanhando o caso desde o primeiro dia e lutando para que a justiça seja feita, marcaram uma missa de 1 ano para o pequeno Lewdinho que será realizada amanhã (11/11) às 20h na igreja São Judas Tadeu, zona Sul de São Paulo.

Nessa semana que completa  1 ano da tragédia o subtenente Francileudo Bezerra Severino deu uma entrevista ao Tribuna do Ceará, que fez a cobertura completa do caso, nela ele fala de como tem sido sua rotina com o outro filho do casal, o pequeno Lucas, que agora está sob a sua guarda…e verdadeiramente protegido. 

Vejam no link a seguir: Tribuna do Ceará


Do ocorrido:

O pequeno Lewdo Ricardo Coelho Severino, de apenas 9 anos, foi morto, envenenado com chumbinho, colocado no sorvete, pela própria mãe, Cristiane Renata Coelho. Além de matar o filho envenenado, Cristiane também envenenou o marido, o subtenente do Exército Brasileiro Francileudo Bezerra Severino

A assassina os viu agonizar e quando estava certa de que estavam mortos chamou o resgate. Com a chegada da polícia, uma vez que o subtenente ainda estava vivo, foi dado a ele voz de prisão, mesmo em coma, diante das falsas acusações da esposa, que imputou a esse a autoria do crime, ocorrido na madrugada de 11/11/2014, no bairro Dias Macedo, em Fortaleza-CE.

O inquérito policial, presidido pelo delegado Dr. Wilder Brito, foi finalizado e entregue ao Ministério Público no dia 27 de abril de 2015, sendo Cristiane indiciada por matar um dos filhos do casal e tentar assassinar o marido. No dia 04 de maio promotor de Justiça Humberto Ibiapina a pronunciou e no dia 07 a juíza Daniela Lima da Rocha, da 3ª Vara do Júri do Fórum Clóvis Beviláqua, em Fortaleza  acatou a denuncia e expediu o mandado de prisão. Cristiane foi presa no dia 08 de maio de 2015 e deve aguardar o julgamento presa.

Em 29/09/2015, a 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) negou pedido de liberdade para Cristiane.

A juíza Daniela Lima da Rocha pronunciou em 05/10/2015 Cristiane Renata Coelho por homicídios triplamente qualificados. Assim, a ré será submetida a julgamento pelo Tribunal Popular do Júri, porém o julgamento ainda não tem data marcada.

Cristiane Renata Coelho responderá por homicídio e tentativa de homicídio triplamente qualificado e pode pegar de 12 a 30 anos de prisão, em regime fechado.

Confiamos no excelente trabalho feito pelo Dr. Walmir Medeiros, advogado do subtenente, do delegado, promotor, peritos e juíza, envolvidos nesse crime trágico e esperamos que a justiça seja feita e todos os envolvidos paguem pela monstruosidade praticada contra esse anjo inocente!

Que o pequeno Lewdinho possa descansar em paz e Deus restitua a vida do subtenente Lewdo e do pequeno Lucas. Que todos os momentos de dor e sofrimento pelos quais pai e filho passaram sejam revertidos em forma de bênçãos e que sejam muito felizes.



Nenhum comentário:

Postar um comentário